O lugar é um casarão da década de 40; o salão é repleto de fotografias; a cozinha convida à visita e ao aconchego; e o cheirinho no ambiente remete à inconfundível comida de vó! Tudo faz lembrar a casa daquela que, como ninguém, deliciosamente nos deseduca quando somos crianças, certo? Mas o lugar em questão é o restaurante Hermengarda!

Nascido em homenagem a uma dessas figuras essenciais na vida de qualquer pessoa, no caso, a Dona Hermengarda – vovó do chef e dono da casa, Guilherme Melo –, o restaurante entrou na cena mineira em 2007 e já mostrou que veio para ficar! E como o Lime&Tonic não deixa passar uma boa, vai te levar hoje, na categoria Gastronomia, para conferir essa dica gastronômica e, quem sabe, inspiradora de boas lembranças!

Localizada no bairro Sion – point de BH com os seus muitos bares, restaurantes, áreas verdes e proximidade com a Savassi –, a casa alia requinte e simplicidade em um ambiente aconchegante e agradável. No amplo salão com uma jabuticabeira ao centro é impossível não se sentir em casa!

Portanto, escolha a sua mesa, no interior do restaurante ou no delicioso jardim ao ar livre, e peça o cardápio! Ah, antes, se quiser desvendar alguns dos segredos da “vovó”, não deixe de dar um pulinho no coração do Hermengarda: a cozinha! O passeio será incrível, e lá você saberá de que maneira memória e tradição são repensadas e recriadas através dos coloridos, saborosos e diversificados pratos do lugar!

Quer experimentar? Então prepare o seu paladar para uma explosão de sabores tipicamente brasileiros, onde a alta gastronomia se une a ingredientes e temperos nacionais para criar sensações familiares únicas! Na tradicional e, ao mesmo tempo, moderna cozinha reinam itens como mandioca, castanha-do-pará, queijo coalho e palmito pupunha em combinações com pescados e carnes. Uma boa sugestão é o filé alto de badejo com arroz de coco, farofa de camarão e molho de limão! Bom demais! Mas se preferir, invista no steak de filé com crosta de manjericão e risoto de parmesão e manteiga. Para acompanhar, uma boa dica é o fettuccine com shimeji! Delicioso também! Ah, a carta de vinhos e cervejas da casa também merece destaque!

Mas as agradáveis surpresas que o restaurante guarda para os seus visitantes começam a aparecer antes mesmo da refeição principal chegar! A primeira delas vem na bandeja do simpático garçom – sim, porque o atendimento é um dos pontos fortes do lugar – que, respeitando uma cortesia da casa, traz um creme de feijão divino para abrir o apetite e o paladar!

Não pense você, no entanto, que na casa da “vovó” somente esse sentido é estimulado! A visão e o olfato também têm a sua vez com a chegada dos pratos, curiosamente escoltados por cloches – um capítulo à parte nos detalhes do Hermengarda! O ritual de o garçom retirar aquela tampa de inox da bandeja que guarda a comida em seu interior faz o visitante se sentir em um filme da década passada! Sensacional!

Outro ponto alto do restaurante, e que garante a frequência assídua daqueles que não abrem mão de uma boa comida aliada a uma boa recepção, é a cordialidade do chef Guilherme Melo, dono da casa. Gentil – como toda a sua equipe –, o cozinheiro faz questão de circular pelo imponente salão cumprimentando cada uma das pessoas nas mesas. Esse, talvez, seja um diferencial que agrada tanto os frequentadores!

Ir ao Hermengarda é isso: uma experiência única, requintada e, principalmente, familiar! Vá, delicie-se com a comida da “vovó” e volte aqui para nos contar!